mina_violin_entrance

Primeiros insights em Inocência

Olá a todos e todas!

A primeira postagem de fato no Phantasia não podia ser outra senão sobre Inocência.

Porém do que se trata?

De uma forma bem direta, Inocência é uma história de horror, drama e suspense a ser contada em forma de quadrinhos e livro, e atualmente é um dos dois projetos em andamento. A história gira em torno da personagem Mina Lilien; uma garota colegial de 15 anos aparentemente comum, não fossem certas visões e surtos que ela tem. Órfã de pai e mãe, ela foi abrigada em um orfanato até que um incidente no local alterou para sempre a sua vida.

O que realmente ocorreu no lugar ela não consegue e nem deseja se lembrar, pois ela guardou essa lembrança no mais profundo abismo de seu inconsciente. A partir de tal evento ela passou a ter pesadelos que a sufocavam, piorando a cada dia e tornando-se cada vez mais reais. Por ser “diferente”, Mina sofre humilhações em público suportando tudo com um triste sorriso na face, mas com o ódio marcado em sua alma, levando-a a se isolar. Assim, seu isolamento a leva a conversar com os sentimentos mais profundos de seu inconsciente, descobrindo aí várias coisas, incluindo algumas interpretações próprias para seus pesadelos os quais lhe darão um êxtase inédito ao mesmo tempo em que arrasta sua inocência para o vazio.

Mesmo com tantas desgraças em sua vida, nem tudo é azar, pois ela consegue encontrar sua paz na música, seja tocando o seu violino ou mais especificamente, cantando, uma vez que ela por talento natural possui uma linda voz de soprano. É na música que ela solta todas as suas mágoas e dá o seu grito para o mundo.

————————

Mesmo envergonhada, ela não deixou de se contemplar no espelho. Ao mirá-lo fitou a imagem de uma menina magricela de seus quinze anos, um pouco alta para a idade, a vestir um pijama de um rosa desbotado e com uma aparência triste e cansada, de olhos verdes e um belo e assanhado cabelo liso e curto a cair nos ombros em um tom de castanho claro. Por um tempo ela permaneceu a olhar a sua própria imagem refletida. Os seus próprios olhos lhe hipnotizavam; eles eram de um verde bastante vivo e penetrante. Era talvez a única parte de seu corpo que gostava o que a fez lembrar-se da freira que lhe dera o seu último nome, “dos Anjos”, justamente por causa de seus olhos. Ela não deixou de esboçar um sorriso fraco ao pensar em seu nome completo. Wilhelmina Lilien dos Anjos. Que raio de nome era aquele? Mesmo assim, gostava dele. Em verdade gostava mais do diminutivo de seu primeiro nome. Apenas “Mina Lilien” lhe soava mais poético e natural.” (Inocência).

Inocência é uma história a qual eu venho trabalhando faz um tempo (15 anos para ser mais exato). Em outra postagem falarei sobre algumas curiosidades. Por ora, vamos no ater ao projeto atual. Como a história gira em torno da personagem central, a ambientação é vista sob o ponto de vista dela o que faz com que tenha um ar mais sombrio e desaturado. Isso porque Mina vai aos poucos se degenerando e cedendo ao seu lado mais obscuro.

Além disso Inocência é dividida em quatro partes, cada uma remetendo a uma fase da roda da fortuna e as quatro estações do ano, formando a estrutura para a base das cores do quadrinho e para as fases de Mina.

Atualmente venho trabalhando no quadrinho piloto da história, chamado Noite no Quarto e o qual se passa em sua maior parte do tempo, como o título diz, em um único ambiente e com apenas uma personagem. Abaixo vocês podem conferir os dois primeiros quadros.

night

O texto em prosa poderá ser conferido ainda nessa semana por aqui, então, fiquem atentos!

Please share

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *